Oficina de Tecelagem de Mértola

Quem Somos?

A tecelagem das mantas de lã de Mértola

O artesão é o depositário da memória gestual e tecnológica da sua comunidade. O artesão-artífice-artista é o transmissor dos ritos e imagens da cultura não escrita, da cultura cujas raízes mergulham no inconsciente coletivo, por vezes nas zonas mais cinzentas da formação da humanidade, em que a mão-instrumento-ferramenta define o humano. Desde sempre a mulher, elemento do clã mais sedentarizado, aprendeu a entrelaçar fios e fibras na manufactura das mais variadas peças de vestuário e de abrigo. Em cada corrida da lançadeira e guincho do pedal é gravada constante e teimosamente a mesma palavra, frase, gesto que marca a diferença, que impõe a vontade da comunidade agro-pastoril.

A tecelagem hoje é apenas uma sobrevivência do que em tempos foi, indubitavelmente, uma necessidade e um ganha pão. Há uns cinquenta anos o labor da tecedeira era pautado pelo acumular de trabalhos para a venda nas feiras de Castro Verde e de Mértola, no verão, assim como para o mercado da Mina de S. Domingos. Hoje, o ofício de tecedeira passou a actividade secundária.

A preparação da lã e do linho é um trabalho de desvelo para as tecedeiras, pois a qualidade do tecido depende muito da matéria empregue. A tecedeira gosta de preparar a lã e, num passado recente, era normal encontrar tecedeiras ligadas por laços de parentesco a profissionais de ofícios subsidiários da tecelagem, como os cardadores e fiandeira. Trabalhar a lã era uma ocupação regular das mulheres de muitos lares. No caso das mantas, peças de agasalho característico, o seu uso era uma tradição secular destes territórios atravessados por pastores e rebanhos transumantes.

A cooperativa Oficina de Tecelagem de Mértola foi um dos primeiros projectos a ser concretizado na sequência da ideia de fazer das tradições culturais e da riqueza patrimonial de Mértola o alicerce do desenvolvimento local. Resultou da revitalização das antigas tradições de tecelagem, levada a cabo através de cursos de formação a partir de 1984. A Cooperativa – constituída em 1987 – recuperou teares, ensina gestos, fabrica os tecidos de lã pura, garante a salvaguarda da tradição cultural local.

CATÁLOGO DO MUSEU
(Excerto do texto de Cláudio Torres)

contactos
Localização:

Cooperativa Oficina de Tecelagem de Mértola
Rua da Igreja, 35, 7750-338 Mértola

Telemóvel:

+351 286 612 036

 

Email:

cotmertola@gmail.com

X
X
X